A Will Eternal

685 - A Orquídea Rei Fantasma Floresce

Tradução: Glaurung | Revisão: Reviewer

"É uma pena que eu ainda não tenha uma maneira de cultivar meus Ossos Imortais..." Embora ele estivesse feliz por ter melhorado sua base de cultivo novamente, o simples pensamento de seus Ossos Imortais o deixou deprimido.

Embora ele tivesse adquirido muitos tesouros dos três grandes clãs, ele não encontrou nenhum objeto que pudesse fornecer força vital abundante. Isso o deixou suspirando de pesar pelo fato de não ter usado seu Guarda-Sol Eterno no Rei Fantasma Gigante quando ele teve a chance. Isso teria pelo menos dado a ele um pouco de força vital para trabalhar.

"Que pena. Bem, o tempo e a maré não esperam por ninguém…” Suspirando, ele afastou pensamentos tão perigosos de sua mente. Afinal de contas, se o Rei Fantasma Gigante descobrisse que Bai Hao tinha tais pensamentos, ele provavelmente o esfolaria vivo…

"Por enquanto, vou ter que esquecer meus Ossos Imortais. A coisa mais importante neste momento é a minha pesquisa sobre a chama de quinze cores...” Obviamente, a melhor maneira de continuar melhorando sua base de cultivo era trabalhando duro com chamas multicoloridas. Agora, ele já havia feito muitas pesquisas sobre chamas de quinze cores, mas ainda haviam muitos aspectos da fórmula que ele não entendia.

Respirando fundo, ele tirou uma língua de chama de quinze cores de sua bolsa e depois começou a estudá-la de perto. Logo, o brilho da técnica de adivinhação de Bai Hao podia ser visto em seus olhos, conforme ele começou a analisá-la de todos os ângulos.

Estudar uma chama real de quinze cores desta maneira o tornaria muito mais proficiente em usá-la, e seria um ponto de referência que tornaria o trabalho futuro muito mais fácil.

Três dias se passaram em um instante. Bai Xiaochun permaneceu imerso na pesquisa de chamas de quinze cores e, em numerosas ocasiões, seus olhos piscaram de prazer e expectativa. Embora três dias tenham sido pouco, por causa do seu método de adivinhação, ele realmente fez progressos significativos.

Eventualmente, ele espalhou a chama para olhar para ela em um estado diferente, e então chegou a ponto de destruí-la intencionalmente. Quando todos os quinze diferentes tipos de chamas apareceram, ele comparou às quatorze cores já familiares a ele, com a décima quinta ainda estranha. Baseado no que ele já sabia, isso lhe deu uma iluminação adicional significativa.

Quando a noite caiu no terceiro dia, ele respirou fundo e olhou para a chama destruída de quinze cores por um longo momento, depois fechou os olhos. Depois de uma hora, seus olhos se abriram e brilharam intensamente. Ele rapidamente tirou outra chama de quinze cores para continuar estudando, quando, de repente, sua atenção se voltou para fora da câmara de meditação isolada.

"Três dias se passaram..." ele murmurou. Com isso, emergiu ao ar livre e esperou no pátio, olhando para o céu. Em pouco tempo, um feixe de luz apareceu, dentro do qual estava Chen Hai.

"Bai, meu garoto!" Ele disse, rindo cordialmente. Depois de pousar na frente de Bai Xiaochun, ele apertou as mãos e se curvou, com um largo sorriso no rosto.

"Chen, meu velho amigo!" Bai Xiaochun disse, avançando para levantá-lo de sua reverência.

“Bai, meu garoto, a missão foi realizada sem problemas! Todas as coisas que você me pediu para conseguir para você estão bem aqui.” Com isso, ele retirou uma bolsa de armazenamento, que ele entregou a Bai Xiaochun.

Bai Xiaochun olhou para ela e já estava começando a ofegar. Com os olhos brilhando com uma luz fria, ele agradeceu a Chen Hai, pegou a bolsa e depois conversou por mais alguns minutos. Eventualmente, Chen Hai saiu.

Nesse ponto, Bai Xiaochun voltou para sua câmara de meditação isolada e sentou-se de pernas cruzadas. Dentro da bolsa de armazenamento haviam nove cabeças humanas!

Eles eram os nove assassinos que Madame Cai havia entregado quando era interrogada. Nenhum deles era do Clã Bai; todos tinham sido empregados diretamente por Madame Cai. Independentemente de sua identidade ou posição, eles agora não passavam de cabeças incorpóreas.

De repente, Bai Xiaochun se viu pensando naquele momento em que chegara pela primeira vez às Terras Selvagens, e na verdade vislumbrara Bai Hao em carne e osso, ainda vivo. Um momento se passou e ele acenou com a mão, transformando as nove cabeças decepadas em nada mais do que cinzas.’

“Bai Hao, meu aprendiz,” ele disse suavemente, “vinguei sua morte. Mesmo que eu ainda esteja usando sua identidade, acho que seu espírito pode agora descansar em paz.” Nesse ponto, ele finalmente soltou um longo suspiro. A linhagem direta havia sido condenada à morte e todos os assassinos agora não passavam de cinzas. A partir deste ponto, todo o karma foi completamente e totalmente resolvido.

Bai Xiaochun demorou um pouco para se acalmar de novo, depois tirou outra língua de chama de quinze cores e continuou a pesquisa.

Mais tempo passou. Um mês inteiro voou, durante o qual Bai Xiaochun mergulhou em seu estudo em relação a chamas de quinze cores. Ele não saiu da meditação isolada e, no entanto, sua fama continuou a crescer na Cidade Fantasma Gigante. A conversa sobre as coisas que ocorreram com os três grandes clãs estava começando a diminuir um pouco, mas a reverência que as pessoas sentiam em relação a Bai Xiaochun só crescia.

E então, houve o anúncio de que o Rei Fantasma Gigante havia nomeado Bai Hao para ser o comissário de inspeções e até mesmo o presenteou com uma lança preciosa e um palácio oficial de operações, assim, seu nome ficou ainda mais poderoso e famoso.

Conforme Bai Xiaochun se tornava mais poderoso e respeitado, os vários grupos e organizações da cidade começaram a se acalmar. O período de crise para a Cidade Fantasma Gigante havia passado e as coisas estavam realmente começando a voltar ao normal.

No entanto, ninguém poderia ter previsto que, quando a Cidade Fantasma Gigante estava voltando ao normal, uma tarde, um incidente muito chocante ocorreu a 500 mil quilômetros de distância!

Era uma vasta área de 50.000 quilômetros coberta com um denso nevoeiro, um pântano lamacento que não era nem mesmo habitado por animais selvagens. Por causa da falta de qualquer tipo de ser vivo, era um local de morte e falta de vida.

O nevoeiro nunca se erguia da área, não importava a época do ano, o que tornava muito difícil a visão de todos. Devido à intensa aura de morte e ao vil miasma que era perigoso até mesmo para os cultivadores da Alma Nascente, poucas pessoas entravam no lugar por muito tempo. Se o fizessem, certamente morreriam.

Há muito tempo que se tornara uma região proibida, em que ninguém entrava. Qualquer cultivador de alma que encontrasse o lugar em seu caminho, sempre faria um desvio para o evitar.

No entanto, qualquer ser todo-poderoso que pudesse olhar para o lugar de cima, notaria que havia realmente uma estrutura dentro do nevoeiro rodopiante!

Parecia uma gigantesca chaleira de chá...

A área ao redor da chaleira fervilhava de almas. No entanto, eram diferentes das almas vingativas geralmente vistas nas Terras Selvagens. Seus olhos estavam vermelhos e pareciam particularmente violentas. Elas até tinham chifres saindo de suas testas, fazendo-as parecerem fantasmas do mal!

No entanto, os fantasmas violentos e malignos só existiam diretamente ao redor da chaleira, e não voavam para além da névoa. Aparentemente, a menos que eles fossem provocados, eles não causariam problemas.

Este local era um dos Reinos Secretos pertencentes ao clã imperial. Era a Chaleira Necromante!

Nenhuma investigação ou pesquisa jamais confirmou a origem da Chaleira Necromante, ou a razão pela qual ela tinha a aparência de uma chaleira. A única coisa que se sabia era que a boa fortuna dentro dela pertencia exclusivamente ao clã imperial. O nevoeiro à volta da chaleira formava um selo durante todo o ano que só era aberto de vez em quando. No entanto, neste dia, toda a Chaleira Necromante começou a tremer inesperadamente, e as terras ao redor começaram a tremer violentamente.

Estrondosos encheram o ar e a névoa começou a ferver e lentamente a se elevar do chão. Nesse ponto, bem alto no céu acima da Chaleira Necromante, uma estranha flor negra apareceu!

A flor tinha cinco pétalas, cada uma das quais se assemelhava ao rosto de um fantasma. Quando a flor desabrochou, o nevoeiro girou em torno dela e também se transformou na forma de um rosto fantasma. Era uma visão muito chocante de se ver.

A primeira pessoa a notar a mudança repentina não foi outra senão o Rei Fantasma Gigante na Cidade Fantasma Gigante. Momentos antes, ele estava sentado em seu palácio real ouvindo o relato do Duque Grito da Morte sobre alguns assuntos relacionados à Cidade das Nove Serenidades. Seus olhos tremeluziam com uma luz fria e ele estava prestes a fazer uma pergunta quando, de repente, seu rosto escureceu e ele olhou à distância.

"A Orquídea Rei Fantasma!", ele disse, com sua aura flutuando descontroladamente. Os olhos do Duque Grito da Morte se arregalaram quando o Rei Fantasma Gigante desapareceu de repente, aparecendo alto no céu acima da cidade. Lá, ele começou a se mover tão rapidamente quanto um raio, para aparecer na área perto da Chaleira Necromante. Quando viu a flor negra flutuando no céu, seus olhos começaram a brilhar intensamente. Ele lançou um olhar para a Chaleira Necromante, e então se virou e desapareceu novamente, para reaparecer em seu palácio real. Depois de dispensar o Duque Grito da Morte, fechou os olhos pensativamente por um longo momento, depois virou-se para olhar na direção da Cidade do Arqui Imperador.

Era nessa mesma cidade, longe da Cidade Fantasma Gigante, que, num certo grande salão do palácio imperial, oito ossos antigos e em ruínas haviam sido consagrados. De repente, um desses pedaços de ossos começou a soltar uma névoa negra, que rapidamente tomou a forma de uma flor idêntica à que estava acima da Chaleira Necromante!

Vários cultivadores antigos que agiam como guardas do lado de fora daquele corredor em particular perceberam a mudança e correram para dentro. Quando viram a flor negra saindo do osso em ruínas, ficaram chocados até a alma.

"A Orquídea Rei Fantasma está florescendo!!"

Depois de trocar olhares, os velhos tiraram os pergaminhos de jade para notificar o Grande Mestre Celeste.

O Grande Mestre Celeste estava no seu Salão na Cidade do Arqui Imperador. Quando ele recebeu a notícia, ele abriu os olhos e olhou em direção à Chaleira Necromante. “A Chaleira Necromante está ativa e a Orquídea Rei Fantasma está florescendo! Um dos oito Reinos Secretos foi aberto. Essa flor é de particular importância para o Rei Fantasma Gigante…”

De repente, ele ouviu uma voz do lado de fora.

"Mestre Celeste, a Deusa Poeira-Vermelha está aqui solicitando uma audiência."

Os olhos do Grande Mestre Celeste brilharam e ele disse: ‘Mande-a embora. Faça um anúncio de que a Orquídea Rei Fantasma estará disponível para quem o destino achar adequado.”

Após o anúncio do Grande Mestre Celeste, as notícias sobre o desabrochar da Orquídea Rei Fantasma rapidamente se espalharam pela Cidade do Arqui Imperador. Enquanto isso, na Cidade Fantasma Gigante, Bai Xiaochun acabara de estudar a sexta chama de quinze cores. No entanto, seu nível de controle estava melhorando, e foi nesse ponto que ele pegou com entusiasmo um pagode de armazenamento de almas. Momentos depois, uma vasta horda de almas vingativas voou para o céu aberto e Bai Xiaochun começou a trabalhar em conjurar uma chama de quinze cores.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.