A Will Eternal

643 - O Poderoso Lu Shiyou

Tradução: Glaurung | Revisão: Reviewer

Durante a metade do mês que se passou, depois que Bai Xiaochun deixou de ser um guarda para se tornar um prisioneiro, a Cidade Fantasma Gigante mudou. Não havia mais uma forte pressão sobre a cidade. Em vez disso, mais uma vez se tornou um lugar agitado e movimentado. No que diz respeito à maioria das pessoas, todos os rumores que se espalhavam eram apenas isso: rumores.

Os três grandes clãs continuaram comprando todas as almas da Cidade Fantasma Gigante, exatamente como antes. Quase tudo voltou ao normal. A única diferença foi que os dez grandes marqueses da Cidade Fantasma Gigante, que normalmente não faziam muitas aparições públicas, eram mais vistos na cidade.

De todas as aparências externas, não havia nada acontecendo na cidade que fosse particularmente digno de nota. Quanto aos três grandes clãs, todos os patriarcas Devas permaneceram em meditação isolada, ou pelo menos foi o que os clãs declararam publicamente.

Em segredo, os três patriarcas Devas estavam constantemente olhando para o céu, como se... estivessem esperando por algo.

Mais sete dias se passaram, durante os quais as pessoas da Cidade Fantasma Gigante estavam ocupadas com suas vidas como sempre. Enquanto isso, sob o fosso, na Penitenciária do Demônio, a vida de Bai Xiaochun estava maravilhosa. Embora ele fosse tecnicamente um prisioneiro, ele recebeu tratamento especial no Pavilhão D, a ponto de as coisas serem quase exatamente as mesmas para ele do que quando ele era um guarda.

Além disso, como ainda era o inquisidor das trevas número um, continuou recebendo pedidos de interrogatório dos outros três pavilhões. E porque ele nunca deixou de obter informações em um interrogatório, sua fama cresceu.

Nesse momento, o vice-diretor e os dez capitães do Pavilhão B estavam agrupados em torno dele, levando-o na direção do pavilhão deles.

“Irmão Bai Hao, você está nos fazendo um favor aqui. Aquele Lu Shiyou é um vilão traiçoeiro, e não importa quais métodos nós usamos, nós simplesmente não conseguimos que ele nos diga onde o tesouro dele está escondido.”

“Isso mesmo, Irmão Bai Hao. Se você conseguir convencê-lo a falar, nós lhe daremos trinta por cento como recompensa.” Enquanto o grupo tagarelava, lançaram olhares sorridentes para Bai Xiaochun. Por este ponto, ele era extremamente famoso e todos os guardas sabiam que ficar do lado dele era o caminho para a riqueza e a fortuna.

Bai Xiaochun riu cordialmente e disse: “Ah, não há problema algum, meus irmãos. Tudo o que o Pavilhão B tem a fazer é pedir e eu faria tudo ao meu alcance para ajudar, com recompensas ou não.”

O jeito dele com as palavras deixou o grupo do Pavilhão B se sentindo muito satisfeito. É claro que as tradições da Penitenciária do Demônio tinham que ser mantidas. Quer fosse por tradição ou para manter um bom relacionamento, eles definitivamente lhe dariam uma parte, não importando o quão educado fosse.

Em pouco tempo, eles estavam fora do Pavilhão D. Ao longo do caminho, todos os guardas que encontrassem sorriram e gritaram uma saudação a Bai Xiaochun. E claro, ele sempre retornava suas saudações. Isso era simplesmente como Bai Xiaochun fazia as coisas. Quando as pessoas o tratavam bem, ele fazia o mesmo em troca, o que sempre levava as pessoas a se sentirem cada vez mais satisfeitas com ele.

Logo eles estavam no Pavilhão B, que não era tão grande quanto o Pavilhão A, mas era muito maior do que o Pavilhão D. As celas de lá eram também mais impressionantes, e os prisioneiros dentro delas eram muito mais brutais do que os prisioneiros no Pavilhão D.

Em pouco tempo, eles pararam na frente de uma cela e o vice-diretor educadamente disse: “Bem, aqui estamos nós. Agora tudo depende de você, irmão Bai Hao.”

Assentindo, Bai Xiaochun cruzou as mãos atrás das costas e olhou para a cela, dentro da qual estava um cultivador de almas de meia-idade que não era outro senão Lu Shiyou. Embora o homem parecesse completamente à vontade, seus olhos se arregalaram quando viu Bai Xiaochun; afinal, ele ouvira os rumores sobre o inquisidor das trevas número um.

Lu Shiyou sorriu e depois falou com uma voz suave: “Você não precisa perder seu tempo comigo. Eu não sou do tipo que fica de boca fechada. No entanto, minha base de cultivo está arruinada e estou morrendo. Na verdade, não durarei mais que dez anos. Portanto, eu só tenho uma exigência que tenho certeza de que a Penitenciária do Demônio pode aceitar, considerando o quão poderosos vocês são. Eu quero cem belas cultivadoras por dia para me manter confortável. Daqui a dez anos, quando eu estiver no meu leito de morte, vou contar todos os detalhes sobre o meu tesouro.”

Bai Xiaochun ignorou completamente suas palavras. Depois de um dos guardas abrir a porta da cela, ele entrou e a fumaça negra se espalhou em todas as direções.

Os guardas do pavilhão B imediatamente ficaram animados, enquanto Lu Shiyou começou a ofegar. Olhando para Bai Xiaochun, ele disse: “O que você está fazendo!? Apenas espere dez anos! Não é como se eu tivesse medo de morrer ou algo assim. Se você não me der o que eu quero, então eu não vou dizer uma palavra!”

Limpando a garganta, Bai Xiaochun disse: “Olha, vamos conversar sobre isso. Você já ouviu falar de mim, certo? Quando eu faço perguntas, eu mesmo me assusto! Qual é o sentido de tentar resistir?”

Com base no que os guardas disseram a ele no caminho, Lu Shiyou tinha sido um guarda da cidade antes de ser preso.

Em termos de por que ele havia sido preso, ele não tinha ninguém para culpar pelo assunto além de si mesmo. Ele era o tipo de pessoa que iria se vingar da menor queixa e faria tudo o que estivesse ao seu alcance para matar pessoas que ele não gostava, e então acabaria com toda a sua família. Ele também usou sua autoridade como guarda da cidade para invadir a sede de inúmeros pequenos clãs dentro da cidade e tirar toda a sua riqueza. Ao longo dos anos, havia acumulado uma fortuna considerável.

Se isso fosse tudo o que havia para seus vícios, ele poderia ter conseguido se safar com tudo isso. Afinal, seu status como guarda da cidade o tornava difícil de lidar. No entanto, ele também era um sujeito lascivo e se aproveitou de várias mulheres durante seus chamados "ataques". Alguns dias antes, ele forçou uma mulher que por acaso estava conectada a um dos marqueses da Cidade Fantasma Gigante. Isso foi o que levou à sua queda. O marquês enfurecido o fez ter sua base de cultivo aleijada e, em vez de matá-lo, enviou-o para ser preso na Penitenciária do Demônio.

Na Penitenciária do Demônio, uma mina de ouro como ele era do tipo que os guardas nunca deixavam escapar. No entanto, porque ele sabia que só tinha pouco tempo para viver, continuava fazendo todo tipo de exigência em troca de conversar. Não só o Pavilhão B foi incapaz de satisfazer todas as suas demandas, mas eles não queriam esperar dez anos e, portanto, pediram a ajuda de Bai Xiaochun.

Recuando alguns passos, Lu Shiyou disse em voz alta: "Não há necessidade de falar sobre nada!"

Bai Xiaochun suspirou. Até agora, ele não havia encontrado um único prisioneiro na Penitenciária do Demônio que estivesse disposto a cooperar. Balançando a cabeça, ele deu um tapinha na bolsa de armazenamento de maneira muito prática para retirar uma Pílula Afrodisíaca. Depois de esmagá-la, ele enviou o pó resultante voando para Lu Shiyou, que não conseguiu impedir que entrasse em sua boca e nariz.

Apertando as mãos atrás das costas, Bai Xiaochun levantou o queixo e disse com orgulho: "As pessoas que eu interrogo sempre começam a se recusar a falar, mas depois de algumas horas, elas não se calam."

Enquanto as palavras saíam da boca de Bai Xiaochun, os olhos de Lu Shiyou cintilaram com raiva, e ainda assim, isso não combinava com a expressão estranha que aparecia em seu rosto.

Essa foi uma reação completamente diferente da que os prisioneiros costumavam ter quando Bai Xiaochun fazia interrogatórios. Lu Shiyou não só não parecia sentir dor, mas o olhar estranho em seu rosto só durou cerca de dez respirações de tempo antes que ele parecesse tão normal quanto antes. Sua pele estava coberta de um brilho de suor, e seus olhos estavam brilhando quando ele olhou para Bai Xiaochun e disse: “O que aconteceu? Você tem mais?"

Ele realmente parecia um pouco ansioso, como alguém poderia estar quando era interrompido no meio de algo de vital importância.

"Huh?" Bai Xiaochun deixou escapar, chocado. Esta foi a primeira vez que ele encontrou uma situação como essa. Olhando para alguns dos resíduos medicinais do pó em sua mão, ele brevemente se perguntou se havia pego a pílula errada. No entanto, depois de confirmar que era uma Pílula Afrodisíaca, ele olhou para Lu Shiyou sem acreditar.

Olhando para o poder medicinal na mão de Bai Xiaochun, Lu Shiyou disse: “Dê-me um pouco mais! Rápido, me dê mais…”

Gotas de suor surgiram na testa de Bai Xiaochun diante da estranheza da situação. Acenando com a mão, ele enviou o pó residual para Lu Shiyou.

Animado, Lu Shiyou ficou de pé e cheirou o pó. Um tremor percorreu-o e ele recostou-se contra a parede da cela, fechando os olhos como se estivesse intoxicado. A essa altura, o couro cabeludo de Bai Xiaochun estava formigando em choque e ele subconscientemente deu alguns passos para trás, olhando para Lu Shiyou como se ele fosse um fantasma.

“O que está acontecendo? Não está funcionando? Ele... ele realmente gosta?” Bai Xiaochun sentiu como se seu mundo estivesse desmoronando ao seu redor. Nunca poderia ter imaginado que alguém realmente apreciaria os efeitos da Pílula Afrodisíaca...

"Ele é... um completo pervertido!"

Antes que Bai Xiaochun pudesse se recuperar de seu choque, Lu Shiyou estremeceu. Além de estar encharcado de suor, ele havia voltado completamente ao seu estado normal. Abrindo os olhos, ele gritou: “Você tem mais? Me dê mais!"

Bai Xiaochun ficou tão chocado com o comportamento de Lu Shiyou que ele estava ofegante. No entanto, sua curiosidade também foi despertada, então ele retirou outra Pílula Afrodisíaca e a lançou.

Lu Shiyou pegou-a animadamente e enfiou-a na boca. Tempo suficiente para se queimar metade de um incenso se passou, depois do qual ele gritou furioso: “Me dê outra! Não, me dê três!!”

Uma expressão estranha pôde ser vista no rosto de Bai Xiaochun enquanto ele retirava outra pílula. Se a base de cultivo de Lu Shiyou não estivesse aleijada, ele teria atacado Bai Xiaochun para tentar pegá-la. Nesse ponto, Bai Xiaochun limpou a garganta e desajeitadamente disse: "Hum... diga-me onde seu tesouro está escondido e então eu lhe darei outra".




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.