A Will Eternal

624 - Capitão, O Que Eles Estão Indo Fazer Exatamente?

Tradução: Glaurung | Revisão: Reviewer

"Prisioneiros..." Bai Xiaochun ficou nervosamente de pé e saiu do seu quarto. O capitão estava esperando lá fora, com um sorriso no rosto.

Bai Xiaochun sabia que precisava desenvolver um bom relacionamento com a equipe, mas isso não era muito difícil. Ele só precisava parar de pensar em como ele era um especialista da Formação de Núcleo com quatro clones de almas Devas, e que ele poderia até mesmo matar os cultivadores da Alma Nascente. Ele só precisava agir como uma pessoa sem importância. Portanto, ele deu colocou uma expressão de respeito e animada em seu rosto enquanto apertava as mãos e se curvava, e então disse: “Capitão, você realmente não precisava vir pessoalmente. Se você tem pedidos para mim, basta enviar uma mensagem.”

Na verdade, Bai Xiaochun já gostava do capitão, então era fácil dar uma reverência particularmente profunda.

O capitão pareceu um pouco surpreso. A verdade é que ele não tinha outra escolha senão vir buscar Bai Xiaochun. De acordo com as regras da Penitenciária do Demônio, todos os guardas tinham que participar do serviço de patrulha. Se Bai Xiaochun soubesse disso e decidisse não se juntar, então ele seria o culpado. Mas se o capitão não o notificasse pessoalmente, ele seria responsabilizado.

Os outros guardas poderiam estar à distância, mas quando o capitão pensou em todos os rumores que ouvira, sentiu que não tinha outra escolha.

No entanto, para sua surpresa, o supostamente vicioso e assassino de famílias que se tornara traidor contra seu clã e seqüestrara seu próprio pai, Bai Hao, estava sendo muito educado.

O capitão riu com vontade. “Oh, não há problema! Você faz parte do Esquadrão 9 agora e já que você acabou de chegar, como eu não poderia vir para lhe dar a notícia pessoalmente?! Ouça, Bai Hao. Para as pessoas do lado de fora, tudo sobre a Penitenciária do Demônio é um grande segredo. Afinal, apenas dois tipos de pessoas podem realmente entrar no bloco de celas: os prisioneiros e nós, guardas!”

Embora ele ainda não tivesse uma boa impressão de Bai Xiaochun, o capitão parecia um pouco mais sincero do que antes e até começou a explicar mais informações enquanto caminhavam.

Depois de seguir o capitão um pouco, Bai Xiaochun não pôde deixar de perguntar: "Capitão, que tipo de base de cultivo tem todos os prisioneiros?"

"Não importa!" O capitão respondeu com orgulho. “Todo mundo que vem para a Penitenciária do Demônio tem que se submeter. Até dragões!” Em pouco tempo, eles estavam se aproximando da enorme porta brilhante no meio da praça.

A curiosidade de Bai Xiaochun estava aumentando. Ele tinha experimentado muitas coisas em sua vida, mas nunca tinha estado dentro de uma prisão. A ideia de descer para as profundezas da Penitenciária do Demônio o enchia de antecipação.

Os outros cultivadores de almas que faziam parte do Esquadrão 9 estavam todos esperando impacientemente na porta, e muitos deles pareciam ficar ainda mais irritados quando viram Bai Xiaochun.

Bai Xiaochun podia ver isso, e considerando que ele não tinha ideia de quanto tempo ele estaria servindo como guarda, ele correu para frente e disse: “Olá, irmãos! Eu sou novo aqui e não conheço as regras. Sinto muito por manter todos vocês esperando.”

Nesse momento, ele parecia apenas Bai Hao, jovem, puro e justo, até mesmo delicado. Além disso, ele falou de uma maneira muito agradável; quase imediatamente, um pouco da irritação nos olhos dos outros guardas desapareceu.

Afinal, a reputação de Bai Hao era como a de uma besta cruel. Mas aqui estava ele educadamente e apaixonadamente oferecendo uma explicação e um pedido de desculpas. Os outros guardas ficaram surpresos e não tinham certeza do que dizer. De qualquer forma, o rosto sorridente de Bai Xiaochun tornava difícil para eles ficarem zangados.

Além disso, o modo como ele avançou e tratou todos como irmãos mais velhos causava estranhos sentimentos em seus corações. Quase imediatamente, a frieza que muitos deles sentiam por ele começou a desvanecer-se.

A única exceção foi um jovem de rosto comprido que respondeu com uma bufada fria. Aparentemente, ele tinha uma posição bastante alta no Esquadrão 9. Quando os outros guardas viram sua reação, suas expressões voltaram a ser geladas.

Bai Xiaochun não ficou muito feliz com isso.

“Eu nunca ofendi esse cara!” Ele pensou.

O capitão fingiu não notar o que havia acontecido. Rindo, ele disse: "Tudo bem, já que todo mundo está aqui, vamos entrar!"

Balançando a manga, ele retirou um medalhão de comando, que ele estendeu em direção à porta brilhante. Quase imediatamente, uma fenda se abriu no meio dela.

O capitão entrou primeiro e todos os outros seguiram atrás, com Bai Xiaochun ocupando o último lugar.

Assim que ele entrou na luz, um sentimento como o de teletransporte passou por ele. Era como o céu e a terra esmagando-o e era uma sensação muito desagradável. No entanto, durou apenas um momento antes de desaparecer. Então, a visão de Bai Xiaochun clareou e ele se viu olhando... uma dimensão muito peculiar!

Não havia céu nem terra, apenas um vazio negro. Pendurado abaixo da escuridão vasta, aparentemente interminável, estavam incontáveis correntes feitas de ossos.

Pendurados no final das correntes haviam enormes crânios, cada um com dezenas de metros de altura. Eram coisas de aspecto cruel que estavam claramente suspensos naquele vazio por dezenas e dezenas de milhares de anos.

Eles pareciam estar dispostos em algum tipo de padrão, quase como se formassem uma formação de feitiços enorme e densamente carregada.

Claro, nenhum deles estava localizado muito perto de qualquer um dos outros.

Esses crânios eram as celas da prisão!

Em termos de cor, eles não eram brancos. Na verdade, eles pareciam estar constantemente piscando com cores aleatórias, quase como se houvesse algum tipo de magia dentro deles. Além disso, era possível ouvir um ocasional grito amargo vindo de dentro.

Aqueles gritos vinham dos prisioneiros!

Todos os prisioneiros nos crânios usavam roupas esfarrapadas e alguns deles estavam nus. Haviam homens e mulheres, e até um ocasional gigante selvagem, forçados a encolher de tamanho para caber nas celas de crânio.

Muitos eram cultivadores de almas e também havia necromantes presentes. Todos eles estavam magros e, no entanto, todos emanavam uma aura assassina e um ar de brutalidade.

Além dos prisioneiros nas celas, havia também cultivadores de almas perambulando em vestes cinzentas, com as mãos e as pernas presas com algemas. Eles também eram prisioneiros, mas não eram perigosos o suficiente para ficarem nas celas e estavam livres para vagar entre elas.

Muitos desses prisioneiros eram mulheres e muitas delas eram extremamente bonitas.

Quando os prisioneiros cultivadores de almas vestidos de cinza, fora das celas, viram os guardas do Esquadrão 9, eles correram, tremendo, para se curvarem. Expressões adocicadas e lisonjeiras podiam ser vistas em seus rostos e, quanto às belas prisioneiras, elas se asseguravam de revelar seu amplo decote enquanto se curvavam. Quando Bai Xiaochun viu isso, ficou bastante chocado.

Nesse ponto, o capitão gritou: "Tudo bem, estaremos em patrulha por três dias. Durante as primeiras seis horas, faremos coisas como de costume. Se divirtam e não causem nenhum problema! Quando as seis horas terminarem, nos encontraremos na cela do Velho Demônio Zhou. Vamos ver se finalmente podemos fazer com que ele abra o bico.”

Depois que o capitão terminou de falar, Bai Xiaochun observou os guardas sorridentes se espalharem em várias direções.

Quando isso aconteceu, os olhos de Bai Xiaochun se arregalaram de choque quando ele viu muitas das prisioneiras vestidas de cinza correndo em volta dos guardas como se fossem velhos amigos. Algumas delas até começaram a massagear os ombros dos guardas e se inclinaram para sussurrar coisas em seus ouvidos. Além disso, expressões ainda mais bajuladoras do que antes podiam ser vistas nos rostos das prisioneiras.

Quando o capitão viu como Bai Xiaochun estava perplexo, ele sorriu, baixou a voz e disse: “Essas pessoas são como mordomos aqui na Penitenciária do Demônio. Nenhum deles cometeu crimes particularmente sérios, e tendem a se comportar bem. Quanto à facilidade ou dificuldade de suas vidas, depende de nosso capricho.

"Os prisioneiros nos crânios são os realmente importantes." Ele apontou para um crânio próximo, dentro do qual estava um homem velho com uma marca de nascença vermelha no rosto. Ele parecia particularmente feroz, mas atualmente estava de olhos fechados, como se não se importasse com o mundo ao seu redor. “Por exemplo, esse cara. Ele irritou a sua alteza o rei duzentos anos atrás, e está preso desde então. Ele não tem nenhum segredo que valha a pena extrair, então ele provavelmente morrerá de causas naturais.

“Tudo bem, vá se divertir um pouco. Como guardas, somos como deuses aqui. As vidas dos prisioneiros estão em nossas mãos e, portanto... contanto que você não faça nada excessivo, você pode fazer o que quer que te agrade."

"Algo que nos agrade?" Bai Xiaochun pensou incrédulo, sua mente girando em quão diferente era esse lugar do que ele imaginava.

Ainda mais chocante era como o jovem de rosto comprido de momentos atrás estava cercado por um grupo de oito belas prisioneiras, que o puxavam para longe com olhares de flerte em seus rostos.

Ele não pôde evitar piscar algumas vezes e até mesmo lamber seus lábios quando viu isso. Seu coração realmente começou a acelerar também. Afinal de contas, havia um par de mulheres prisioneiras naquele grupo que ele achou particularmente atraente. Apontando na direção delas, ele disse: "Capitão, o que eles estão indo fazer exatamente?"




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.