A Will Eternal

592 - Eu Não Entendo!

Tradução: Glaurung | Revisão: Marverick

"Eu quase não posso acreditar que sou realmente tão incrível!" Bai Xiaochun estava extremamente animado e seus olhos estavam brilhando mais intensamente do que nunca. Ele até se sentiu um pouco tonto com a emoção. “Eu, Bai Xiaochun, criei uma nova habilidade divina! Esse é o tipo de coisa que patriarcas fundadores de Seitas fazem! Eu não posso acreditar que sou tão digno de tal admiração!”

Ele jogou a cabeça para trás e riu ruidosamente. Enquanto ele se divertia em seu sucesso, ele pensou em como Chen Hetian o havia abandonado e percebeu que sua perda foi definitivamente um grande golpe para a Seita Polaridade do Céu Estrelado do Dao.

“Hmmmphh. Um dia desses vou me certificar de que Chen Hetian se arrependa dessa decisão. De fato, toda a Seita Polaridade do Céu Estrelado do Dao vai se arrepender...” Com isso, ele se sentou de pernas cruzadas por um tempo para recuperar sua energia e então voltou para o Clã Bai.

Tudo correu muito bem ao longo do caminho. Afinal de contas, ele havia deixado um clone no distrito norte do Clã Bai e, portanto, ninguém suspeitava que ele tivesse deixado sua cabana.

Poucos dias depois, os esforços combinados de Zhou Yixing e Li Feng finalmente trouxeram todos os itens que Bai Xiaochun havia solicitado. Depois de estudar as pontas-assassinas de almas completamente, Bai Xiaochun descobriu que elas eram feitas de almas, usando uma técnica que ele nunca havia percebido que existia. Além disso, as almas usadas para criá-las tinham auras com intenção de matar especialmente fortes.

Depois de analisá-las, Bai Xiaochun percebeu que, se as colocasse no clã agora, haveria risco demais de serem encontradas. Portanto, ele decidiu esperar até logo antes de entrar na terra ancestral. Essa seria a melhor e mais segura aposta.

Enquanto esperava, ele pensou sobre a fórmula para as chamas de treze cores e também dedicou tempo para cultivar sua Técnica da Imortalidade.

Mais meio mês se passou. Uma noite, quando ele estava sentado em meditação, trabalhando nas passagens finais de Qi necessárias para completar seus Tendões Imortais, sua expressão cintilou e ele olhou para a porta.

Com seu senso divino, ele podia ver claramente três raios de luz indo em sua direção. Logo, três homens de meia-idade ficaram visíveis, cada um deles vestindo um manto negro com um sol e uma lua bordados nele.

Somente membros do Salão da Correção podiam usar uniformes como esse e a chegada desses homens causou uma comoção instantânea no distrito norte. Considerando que todos lá tinham pouca reputação no clã, todos ficaram tremendo de medo e hesitantes em fazer um único ruído.

Os três homens tinham expressões arrogantes em seus rostos enquanto olhavam em volta com desgosto para o distrito norte. Na opinião deles, este lugar era uma ferida maligna dentro do Clã Bai, um lugar sujo e imundo que eles não queriam entrar. Logo, eles estavam bem na frente da cabana de Bai Xiaochun.

Então, um deles falou com uma voz fria e impaciente. "Bai Hao, saia aqui agora mesmo!"

Dentro da cabana, o coração de Bai Xiaochun começou a bater acelerado.

"Não me diga que eles descobriram que era eu? Impossível!” Seu corpo embaçou quando, em vez de sair pessoalmente, ele enviou um de seus clones para fora da cabana, para encontrar os homens.

Ele manteve a aura de seu verdadeiro eu invisível; ninguém de fora saberia que ele ainda estava dentro da cabana.

Quando o clone emergiu da cabana, os três homens do Salão da Correção o observaram com frieza. Então o líder disse: “Vamos. O chefe do clã quer ver você!”

Com isso, eles se viraram para sair, claramente não inclinados a permanecer neste lugar nem por um momento a mais do que o necessário. Com os olhos piscando, Bai Xiaochun seguiu em frente na forma de clone.

“O chefe do clã quer me ver.... Ele é o pai de Bai Hao. Certo, esta será uma boa oportunidade para ver o que o pai de Bai Hao realmente sente sobre ele!” Considerando que ele estava indo em forma de clone, em vez de como seu verdadeiro eu, ele se sentiu muito mais seguro.

Os três homens não disseram nada a ele ao longo do caminho; sua arrogância e desdém por ele claramente se estendiam até os ossos. Por dentro, Bai Xiaochun riu friamente para eles, orgulhoso de como esses homens eram como pombos, sem saber que um dragão estava no meio deles.

“Apenas esperem até ver o meu verdadeiro nível de base de cultivo. Então vocês três ficarão assustados até a morte!” Bai Xiaochun estava envolvido em seus pensamentos enquanto os seguia para o distrito oeste, que era muito diferente do distrito leste. Era muito mais silencioso, um lugar que poucas pessoas visitavam, e que era principalmente ocupado por mulheres do clã.

Bai Xiaochun olhou em volta, surpreso e confuso, ao ser levado a uma mansão no canto do distrito. Não era muito grande e consistia em apenas alguns prédios ao redor de um pátio cheio de ervas daninhas. Era um lugar sombrio e degradado que não parecia estar ocupado.

Os três homens pararam na frente da mansão. "Entre. O chefe do clã está esperando lá dentro."

Com isso, eles se viraram e saíram.

Os olhos de Bai Xiaochun brilharam; ele podia sentir uma aura fraca dentro da mansão que ele tinha certeza que pertencia a um cultivador no Estágio Intermediário da Alma Nascente.

"Não me diga que ele está me encontrando aqui porque ele quer me matar?" Bai Xiaochun ficou um pouco surpreso, mas considerando que ele estava aqui em forma de clone, seu verdadeiro eu teria tempo de sobra para fugir se as coisas saíssem do controle. Portanto, ele simplesmente entrou na mansão.

“Bai Hao”, ele pensou, “seu Mestre está indo para essa situação perigosa por você! Eu quero ver exatamente como seu pai se sente em relação a você!”

Ao entrar no portão principal, ele viu um homem parado no pátio, de costas para ele. Ao lado dele havia um poço simples que ele estava olhando.

O cabelo do homem era quase preto, mas também tinha alguns fios brancos. Embora parecesse de meia-idade, ele era claramente muito velho. Além disso, havia algo sombrio e severo nele.

O pátio parecia tão desolado e havia uma pressão tão pesada, que fazia parecer que uma tempestade poderia eclodir a qualquer momento. Bai Xiaochun olhou para as costas do homem e depois para o pátio e então seus olhos se arregalaram de surpresa.

Embora as ervas daninhas sufocassem o chão, elas não podiam encobrir os inúmeros brinquedos de madeira que enchiam a área. Haviam pequenos cavalos e soldados, chocalhos em forma de tambor e outros brinquedos....

Havia uma delicadeza na maneira como os brinquedos foram criados, indicando que eles não eram feitos por um homem. Pareciam mais como bugigangas que uma mãe faria para seu filho.

Haviam também alguns itens de roupa dilapidados que pertenceram a uma criança espalhados pelos cantos. A cena espalhada na frente de Bai Xiaochun o deixou com algumas emoções muito complexas e até mesmo indescritíveis.

Ele não era na verdade Bai Hao, mas a visão de todos os brinquedos dessa criança fez com que de repente ele se sentisse como se ele realmente tivesse se transformado nele.

"Deve ser onde Bai Hao cresceu..." ele pensou enquanto olhava para os brinquedos, imaginando o que Bai Hao estaria sentindo se estivesse aqui. Seu coração já parecia mais pesado do que antes.

Enquanto inúmeras emoções complexas enchiam o coração de Bai Xiaochun, o homem que estava lá disse: “Qi’er me contou que você trapaceou nos testes do clã!”

Sua voz era fria e não continha o menor fragmento de emoção. Era quase como se ele estivesse falando com um completo estranho. Havia até um tom de repreensão em suas palavras, do tipo que seria usado para repreender um criado.

Bai Xiaochun ficou em silêncio, sem saber o que dizer em resposta. "Então, Bai Hao", ele murmurou em seu coração, "este é o seu pai, huh...?"

O pai de Bai Hao se virou lentamente, revelando um olhar indiferente e uma aura fria. A maneira como ele olhou para Bai Xiaochun fez parecer que ele estava olhando para alguém que ele nunca havia conhecido. Quando ele continuou falando, suas palavras eram tão frias quanto um vento de inverno. "Esta não é a primeira vez que você fez algo assim também. Eu posso tolerar sua total falta de ambição e até mesmo o fato de que você roubou notas de pesquisa de Qi'er sobre chamas de quinze cores. Mas agora você me vem com essa de trapacear!”

A partir deste momento, Bai Xiaochun percebeu que antes de sua morte, Bai Hao havia revelado a seu pai que ele era talentoso em conjurar chamas, na esperança de ganhar sua aprovação. Infelizmente, Bai Hao tinha sido completamente ingênuo em tais esperanças.

Este homem não daria a Bai Hao tais chances. Na verdade, era até possível que ele soubesse a verdade e ainda assim agisse dessa maneira.

“Você não apenas me humilhou, mas também quebrou a lei do clã. De acordo com as regras, eu deveria aleijar sua base de cultivo e jogar você na Penitenciária do Diabo por dez anos! No entanto, considerando que você tem o sangue do Clã Bai correndo em suas veias, eu vou te perdoar dessa vez. Mas se algo assim acontecer de novo, eu pessoalmente limparei nosso clã, removendo você dele.” A intenção de matar nos olhos do chefe do clã era tão clara quanto o dia e sua voz cortava tão friamente quanto o mais severo vendaval de inverno. Como resultado, Bai Xiaochun sentiu o mesmo amargo susto que Bai Hao teria na mesma situação.

O chefe do clã não pareceu satisfeito com a forma como Bai Xiaochun simplesmente ficou lá, silenciosamente. Um lampejo de ódio passou por seus olhos enquanto ele gesticulava em direção ao poço.

“Aqui é onde sua mãe morreu. Ela nasceu uma criada e depois de sua morte, tornou-se uma alma servil. Seu destino era se submeter e, como filho bastardo, você precisa aprender a fazer a mesma coisa. Se submeter! Entendeu?!"

A centelha de raiva que surgiu no coração de Bai Xiaochun era impossível de suprimir. Olhando para o chefe do clã, ele respondeu: "Não, eu não entendo."




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.