A Will Eternal

583 - Bai Hao, o Filho Bastardo

Tradução: Glaurung | Revisão: Marverick

"Eu ainda sou eu...?" Bai Xiaochun pensou. Mesmo ele podia dizer que havia mudado de uma maneira perigosa e inspiradora. "Há um patriarca Deva aqui! Eu não acredito que estou tentando roubar uma alma Deva da boca do tigre…”

Ele esfregou os olhos um pouco, mas nenhuma lágrima saiu. Ele realmente estava no ponto em que desejava poder chorar, mas não havia lágrimas a derramar. Por dentro, ele suspirou.

Não havia dúvida de que, uma versão mais jovem de si mesmo, não teria entrado neste lugar nem mesmo com uma ameaça de ser espancado até a morte. No entanto... aqui estava ele, tomando a iniciativa.

“É tudo culpa da Senhora Poeira-Vermelha e de Chen Hetian! Eles estão me forçando a fazer isso... Droga, quando eu fico com raiva, eu mesmo me assusto!” Não importava o quanto ele suspirasse porém, não haviam outras opções disponíveis. Resolvendo seus pensamentos, ele tentou parecer ainda mais rabugento enquanto se dirigia para a cidade.

“O Clã Bai é um dos três grandes clãs necromantes ligados à Cidade Fantasma Gigante. É claro que eles têm uma formação de feitiços de defesa... É difícil dizer se a formação irá ou não verificar se as pessoas têm o sangue do clã em suas veias. E também é difícil dizer se a minha máscara será capaz de enganá-la se isso acontecer… mas acho que pode.” Bai Xiaochun seguiu em frente nervosamente, preparado para fugir em um instante, se necessário.

Mais e mais olhares pareciam passar por ele, até que ele estava a cerca de 300 metros da entrada da cidade. Nesse ponto, as estátuas extremamente vivas abriram os olhos e olharam em sua direção!

Seus olhares sinistros estavam ligados a uma aura aterrorizante que deixava Bai Xiaochun certo de que, se decidissem que ele não era membro do Clã Bai e ele tentasse entrar sem ser convidado, seria atingido por um poder destrutivo como um raio.

Bai Xiaochun ficou ali, pensativo por algumas respirações, depois avançou, entrando no perímetro da formação de feitiços do clã. Quase imediatamente, o medalhão de identidade de Bai Hao em sua bolsa de armazenamento começou a brilhar com uma luz suave. Ao mesmo tempo, sua máscara desencadeou flutuações imperceptíveis que enganaram completamente a formação de feitiços, garantindo que acreditassem que ele era Bai Hao, e não Bai Xiaochun!

Assim que ele entrou no perímetro da formação, os olhares que estavam sobre ele desapareceram e os olhos das estátuas ficaram escuros. Então, um rangido pôde ser ouvido quando o enorme portão principal se abriu lentamente.

Um homem de meia-idade saiu, ele estava no Grande Círculo da Condensação de Qi. Ele tinha as mãos enfiadas nas mangas opostas de seu manto e era extremamente magro. Com os olhos demonstrando qualquer coisa menos gentileza, ele franziu a testa enquanto olhava Bai Xiaochun de cima a baixo.

Bai Xiaochun finalmente estava relaxando um pouco, agora que ele havia passado o primeiro passo de entrar no Clã Bai. Incentivando a si mesmo, dirigiu-se para o portão principal.

No entanto, o homem de meia-idade rapidamente entrou na frente dele, com desprezo estampado em seu rosto enquanto ele friamente dizia: “Bem, você está de volta, Jovem Mestre Bai Hao. Você esqueceu as ordens da Madame? Os filhos bastardos só podem entrar pela porta lateral! Eu não posso acreditar que você ativou a formação de feitiços do clã e até forçou o portão principal a se abrir! Você obviamente esqueceu seu lugar! Este portão não é para gente como você entrar.”

Bai Xiaochun olhou para o homem com uma leve carranca. Ele sabia que Bai Hao não era muito querido no clã, mas nunca teria imaginado que até mesmo um humilde porteiro o trataria com tanto desprezo. Isso indicava que haviam mais coisas ocultas na posição baixa de Bai Hao no clã, do que Bai Xiaochun sabia.

"Isso é uma humilhação escancarada", pensou ele.

Quando a nitidez do olhar de Bai Xiaochun penetrou nos olhos do porteiro, sua mente tremeu. Sentia como se uma frieza intensa tivesse subitamente tomado conta de sua mente e o arrastado para o auge do inverno. Chocado, ele não se atreveu a olhar nos olhos de Bai Xiaochun e até, subconscientemente, saiu do caminho para abrir espaço.

Bai Xiaochun passou, com o rosto inexpressivo. Foi só depois que ele entrou no portão e foi embora que o porteiro se recuperou.

"Como o olhar de Bai Hao ficou tão intenso?" Ele murmurou. "Não era assim antes!"

Depois de entrar no clã, Bai Xiaochun começou a passear. O lugar era grande, mas era um clã, então não havia coisas como lojas ou comércio. Haviam apenas mansões pertencentes às várias linhagens do clã. Tudo era luxuosamente decorado, completo com rochas ornamentais e árvores. Membros do clã andavam por aqui e por ali, e alguns voavam. No geral, era um lugar movimentado.

Antes que ele pudesse ir muito longe, uma jovem vestida como uma criada, apareceu à frente, caminhando em direção a ele enquanto conversava com uma amiga. Quando ela viu Bai Xiaochun, seus olhos brilharam com desprezo e ela bufou friamente.

“Alguém está acordado no Departamento de Assuntos de Visitantes? Aparentemente, eles deixam qualquer cretino passar pelos portões!” Com isso, ela passou.

Bai Xiaochun estava prestes a encará-la com raiva, mas se conteve.

"Apenas lide com isso", pensou ele. "Afinal, eu não sou realmente Bai Hao." Respirando fundo, ele olhou por cima do ombro para a criada e continuou seu caminho. Enquanto ele explorava a cidade, ele encontrou alguns servos, todos os quais pareciam surpresos em vê-lo. No entanto, cada um tinha olhares de desprezo e desdém em seus olhos também.

Muitos de seus olhares pareciam exagerados demais para serem sinceros, como se estivessem apenas fazendo um show. Outros não pareciam intencionais, mas sim reações instintivas, como se realmente o achassem nojento ou até mesmo sujo.

Bai Xiaochun teve muita dificuldade em não perder a paciência, mas continuou a se lembrar de seu propósito ao vir para cá.

“Apenas lide com isso!” Ele pensou, rangendo os dentes. Depois de olhar em volta por um tempo, ele ainda não tinha ideia de onde Bai Hao morava e, obviamente, ele não podia simplesmente perguntar às pessoas. Quanto mais tempo passava, mais ele se dava conta de como deve ter sido a vida de Bai Hao. Embora ele estivesse preparado para ser maltratado, nunca imaginou que seria tão ruim assim.

"Qual é exatamente a razão de tudo isso...?", Pensou ele. A certa altura, enquanto caminhava, um homem idoso saiu de um templo à frente. Suas roupas pareciam de melhor qualidade do que todos que Bai Xiaochun havia visto até agora, e ele tinha uma base de cultivo no Estabelecimento de Fundação. Claramente, ele não era membro do clã, mas sim alguém que havia sido contratado para servir como escudeiro. 

Enquanto ele saía, com as mãos cruzadas atrás das costas e se preparava para partir, de repente viu Bai Xiaochun. Então, seus olhos se arregalaram de surpresa antes de se tornarem extremamente sombrios.

“Bai Hao! Você esqueceu o seu lugar? Este não é um lugar que você pode visitar quando quiser! Que coragem a sua! Como se atreve a desconsiderar as regras do clã?!” Pela maneira como os olhos do velho homem brilharam e pela grosseria de seu tom de voz, quase parecia que ele estava repreendendo um criado.

Até esse ponto, Bai Xiaochun havia simplesmente suportado todos os olhares sujos que as pessoas lhe deram. Mas o fato de esse homem realmente o repreendê-lo fez a raiva de Bai Xiaochun se elevar. No entanto, antes que ele pudesse fazer alguma coisa, a voz de uma jovem mulher soou.

“Escudeiro Chen, este é o Clã Bai e não importa a sua posição, você não é membro do nosso clã! O que dá a um servo como você o direito de agir de maneira tão desrespeitosa?” Nesse ponto, uma bela jovem apareceu, pairando no ar. Ela tinha uma expressão fria e uma profunda base de cultivo no Grande Círculo do Estabelecimento de Fundação.

Bai Xiaochun olhou para ela e simultaneamente reprimiu sua raiva crescente.

O rosto do velho escureceu e seus olhos até mesmo cintilaram com um pouco de medo. Abaixando a cabeça, ele apertou as mãos respeitosamente para a jovem mulher.

“Saudações, Quinta Dama. Isso foi apenas um descuido da língua de um velho criado. No entanto, o chefe do clã realmente estabeleceu uma regra de que os bastardos não são permitidos no distrito interno da residência a menos que sejam convocados...”

A jovem olhou para Bai Xiaochun, suspirou e voltou a atenção para o velho. "Não importa quais são as circunstâncias. Você pode não ser tão desrespeitoso com um membro do clã.”

Com isso, ela balançou a cabeça e voou para longe.

"Claro, claro", disse o velho. No entanto, depois que ela se foi, ele olhou para Bai Xiaochun com desgosto.

“Você vai escapar da punição hoje porque a quinta dama apareceu. Volte para o distrito norte. Se eu te ver por aqui de novo, vou denunciá-lo ao chefe do clã!” Com um bufo, ele sacudiu a manga e foi embora.

Bai Xiaochun sentiu como se estivesse prestes a explodir. A partir do momento em que ele entrou no Clã Bai, ele foi forçado a suportar e resistir. Se as coisas continuassem assim, ele não tinha certeza se conseguiria manter o disfrace de Bai Hao.

“Como Bai Hao lidou com tudo isso? Qual seria o ponto de ficar em um clã como esse?! Mesmo que ele não fosse bem visto pelos outros, não deveria ser tão extremo. Deve haver mais na história!

"Bem, tanto faz. Eu não sou Bai Hao, então eu acho que vou ter que lidar com isso até conseguir essa alma Deva.” Rangendo os dentes e fazendo o melhor para reprimir sua raiva, ele se virou e foi para o norte. Foi nesse ponto que ele notou um pagode de sete andares no meio de um amplo grupo de mansões.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.