A Will Eternal

548 - Eu Vou Sair Agora... Sshhh....

Tradução: Glaurung | Revisão: Marverick

Bai Xiaochun girou a cabeça em volta com a velocidade da luz e não deu nenhum aviso prévio de que faria isso. No entanto, ele não viu nada preso nas suas costas. Ele até estendeu a mão e sentiu ao redor para se certificar de que não havia nada lá, antes de soltar um suspiro de alívio.

“Tudo bem, bom. Não há nada nas minhas costas.” Mesmo assim, ele estava muito nervoso com toda a situação. O cultivador de almas de momentos atrás foi a primeira pessoa que ele encontrou recentemente que parecia consciente. E ainda, o fato de que ele ainda tinha uma pessoa de papel nas costas era muito revelador e também era bastante confuso para Bai Xiaochun.

Depois de olhar ao redor, ele não tinha certeza do que fazer. Finalmente, ele cerrou os dentes e escolheu uma nova direção para ir.

Ele continuou a encontrar mais cultivadores, quase como se estivessem se reunindo nesta área. Isso explicaria por que ele havia passado tanto tempo sem ver ninguém. No entanto, quase todos que ele encontrou tinham uma expressão em branco e uma pessoa de papel nas costas.

Aqueles que estavam lúcidos, estavam frequentemente fugindo loucamente pelos túneis ou mesmo se debatendo enquanto tentavam agarrar suas costas. Outros estavam rasgando suas roupas. No entanto, nada que alguém fizesse poderia impedir as pessoas de papel de ficarem nelas...

Tudo o que estava acontecendo fez Bai Xiaochun começar a se assustar até mesmo com sua própria sombra, constantemente olhando por cima do ombro. Ocasionalmente, ele encontrava locais com nós mágicos no chão, sobre os quais haviam pessoas de papel, aparentemente absorvendo energia.

Bai Xiaochun estava lentamente entrando em pânico e recorrendo a uma velocidade cada vez maior. Ele tentou contornar qualquer área que tivesse pessoas de papel e eventualmente notou que estava encontrando cada vez menos cultivadores. No entanto, por alguma razão, tudo parecia estar ficando mais assustador e mais frio, a ponto de seu cabelo começar a ficar em pé. Finalmente, ele parou e escolheu uma direção diferente.

No entanto, no dia seguinte, Bai Xiaochun ficou surpreso ao descobrir que, independentemente da direção que escolhesse, a frieza sinistra continuava a crescer.

"Não venham atrás de mim..." ele murmurou, franzindo as sobrancelhas à beira das lágrimas. Com o coração ardendo de ansiedade, ele girou sua base de cultivo para afastar a frieza sinistra dele.

No entanto, apesar de reduzir um pouco seus efeitos, ele não conseguiu evitar que ela o tocasse... Um dia, enquanto corria nervosamente pelos túneis, avistou uma pilha de cadáveres!

Havia mais de mil deles e, sem exceção, todos tinham pessoas de papel neles!

As pessoas de papel pareciam estar dormindo ou absorvendo energia dos cadáveres. De fato, muitos dos cadáveres tinham mais de uma pessoa de papel, com alguns tendo até sete ou oito....

O que fez os olhos de Bai Xiaochun se arregalarem mais do que qualquer outra coisa foi um necromante de manto cinza que tinha dezenas de pessoas de papel enroladas em volta dele e absorvendo sua energia.

O necromante não estava morto e, aparentemente, ainda estava ciente do que estava acontecendo. No entanto, seus olhos estavam completamente cheios de desespero. Estremecendo de medo, Bai Xiaochun murmurou: "Este lugar deve ser uma colmeia de pessoas de papel!!"

Pelo que ele sabia, haviam pelo menos duas mil pessoas de papel na área!

"Eles não podem me ver. Eles não podem me ver...” Com medo de atrair a atenção e de se preocupar que ele estivesse perturbando a hora das refeições, ele silenciosamente começou a andar para trás.

No entanto, antes que ele pudesse dar cinco passos, uma das dezenas de pessoas de papel no necromante olhou para cima, quase como se tivesse cheirado alguma coisa. Cheirando o ar, virou-se para olhar para Bai Xiaochun e então seus olhos começaram a brilhar com uma luz estranha.

Bai Xiaochun ficou praticamente aterrorizado e parou de se mexer. Engolindo em seco, ele olhou de volta para a pessoa de papel e então, lentamente, levou o dedo aos lábios e disse sshhh.

A pessoa de papel pareceu surpresa e, um instante depois, baixou a cabeça. Aliviado, Bai Xiaochun estava se preparando recuar novamente, quando de repente outra pessoa de papel olhou para ele.

Lágrimas surgiram em seus olhos, então ele disse: "Eu não queria incomodar vocês. Comam, tudo bem? Eu vou... vou sair agora. Sshhh....” No entanto, antes que ele pudesse continuar a recuar, a pessoa de papel que estava olhando para ele de repente começou a soltar um grito estridente.

Era um som que poderia bater na própria alma e, enquanto a segunda rodada de gritos enchia o ar, todas as duas mil pessoas de papel na área olharam para cima e muitas delas estavam voando em direção a Bai Xiaochun.

Bai Xiaochun ficou petrificado de medo. Gritando, ele se virou e fugiu para salvar sua vida.

“Vocês não jogam de maneira justa! Eu... eu vi um de seus amigos mais cedo e quando ele disse shhhh eu não estraguei os planos dele...”

Logo, Bai Xiaochun havia desaparecido em um dos túneis próximos, sendo perseguido por duas mil pessoas de papel. Depois que tudo ficou em silêncio, a área com os cadáveres subitamente ficou muito quieta e, um pouco depois, uma névoa começou a se formar.

A névoa cobria os cadáveres, que então começaram a secar rapidamente. Em um piscar de olhos, eles se tornaram nada mais que cinzas.

Nem mesmo as bolsas de armazenamento podiam resistir à neblina e logo desapareceram. Então, a névoa começou a convergir sobre si mesma, contorcendo-se e contraindo-se enquanto formava uma forma humanóide.

Quando a forma se solidificou, tornou-se uma jovem extraordinariamente bela, com um sorriso no rosto coberto por uma mão. Se alguém estivesse presente para testemunhar aquele sorriso, eles teriam ficado estarrecidos de terror pelo quão bizarro era.

Ela tinha longos cabelos negros e um corpo com curvas que seu manto azul marinho não podia fazer nada para esconder. Ela não era outra senão Gongsun Wan'er!

Nesse ponto, a segunda pupila de cada um dos olhos tinha uma figura visível dentro delas,  o rosto de uma jovem que também sorria.

"Não tenha medo, docinho. Eles estão apenas brincando de esconde-esconde com você, só isso....” Apesar da suavidade de sua voz, sua expressão estava fria enquanto dava um passo à frente, dissolvendo-se novamente em uma névoa que se espalhou em todas as direções.

Em algum lugar distante, Bai Xiaochun estava gritando e suando enquanto fugia das duas mil pessoas de papel. Não importa o quão rápido ele era, elas ficavam na cola dele. Era quase como se houvesse alguma conexão estranha entre elas e ele, que lhes permitisse igualar sua velocidade.

Bai Xiaochun estava quase convulsionando de medo enquanto corria pelos túneis, utilizando um frasco de álcool espiritual atrás do outro. Ele se manteve em velocidade máxima por mais de uma hora e, para seu desespero, descobriu que mesmo depois disso, não havia conseguido deixar para trás nem mesmo uma única pessoa de papel.

Nenhuma de suas habilidades divinas ou técnicas fizeram nada para ajudar. Seu domínio frígido não afetava as pessoas de papel e, embora seu Guarda-Sol Eterno fosse forte o suficiente para afastar um ou dois de cada vez, haviam muitos.

Além disso, se ele diminuísse a velocidade, se apressariam em direção a ele sem parar.

A idéia de ser enterrado em uma pilha de duas mil pessoas de papel, todas querendo sugá-lo até que ele fosse uma pilha de ossos, o deixou tremendo de terror.

"Eu não fiz nada para os ofender! Por que vocês estão me perseguindo?!”

Ele até pensou em usar seu Reino das Águas para ver se poderia afastar algumas pessoas de papel, mas custava muito poder espiritual, o que significava que ele precisava se poupar para utilizar apenas nos momentos mais críticos.

Afinal de contas, a quantidade de poder espiritual necessária para usar o Reino das Águas uma vez, era suficiente para mantê-lo em alta velocidade por um dia inteiro.

“Droga! Tudo bem, eu vou continuar correndo por mais duas horas e se as pessoas de papel ainda estiverem me perseguindo, então eu vou tentar o meu Reino das Águas!” Rangendo os dentes, ele continuou a se mover em alta velocidade.

Passou-se uma hora e Bai Xiaochun estava mais desesperado do que nunca. Ele não se deparou com nenhuma outra pessoa e ficou desanimado ao descobrir que as pessoas de papel não pareciam se cansar. Ele sentiu como se estivesse prestes a enlouquecer e estava pensando em usar o Reino das  Águas quando notou um jovem voando em sua direção. Quando o jovem se aproximou, ficou claro que ele estava tremendo. E então ele viu as duas mil pessoas de papel atrás de Bai Xiaochun, o que o fez ofegar e então se virou para fugir na outra direção.

No entanto, apesar da rapidez com que este recém-chegado reagiu, Bai Xiaochun ainda conseguiu dar uma olhada em seu rosto.

Primeiro, ele ficou chocado e então, encantado! "Zhou Yixing!"




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.